segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Vândalos conspurcam água de depósito público que abastece três aldeias


Arquivo: Edição de 25-04-2007

Sociedade

Um morador de Soudos diz já lá ter apanhado gente a tomar banho
Vândalos conspurcam água de depósito público que abastece três aldeias


Encontrei esta notícia e não pude deixar de dar umas boas gargalhadas à conta dela com as recordações que me trouxe! Vou fazer alguns comentários ao longo da notícia...

O depósito de água que abastece as localidades de Soudos, Pousos e Vila do Paço, no concelho de Torres Novas, tem sido alvo de vandalismo quase desde a altura em que foi construído, há mais de uma década (eu diria mesmo há mais de duas décadas!). José Moreira Gonçalves, vizinho do local, teme repercussões na saúde pública e critica a inércia da Câmara de Torres Novas e da Junta de Freguesia do Paço. O portão de acesso ao depósito está escancarado e a fechadura há muito que desapareceu, sendo por isso fácil aceder ao local. Os actos de vandalismo acontecem todo o ano mas são mais frequentes quando o tempo melhora. “No Verão é quase todos os dias” (que exagero!!!!), diz o idoso cujo terreno confina com o depósito. José Gonçalves já não se lembra quantas vezes afugentou os “invasores” que costumam ir para ali aos magotes (será que foi ele que nos denunciou?! 6 pessoas é considerado um magote?! É que se é nós somos um magote!).

Para subirem à primeira placa do depósito, com cerca de dois metros de altura, os jovens costumam utilizar umas caixas de acondicionar fruta que vão buscar ao barracão de um vizinho (não me lembro de precisar de caixas para acondicionar fruta para subir!) ou então uma escada, num outro barracão onde o filho de José Gonçalves, construtor civil, guarda o material. Depois é só subir a escada de ferro (que medo que aquilo dava!) que vai até à última placa, de onde se tem uma panorâmica de vários quilómetros (para esta notícia era importante dizer que se tem uma panorâmica de vários quilómetros! Era sim senhor! Muito bem senhor jornalista!). Entre a segunda e a terceira placa há um espaço aberto, onde a água que abastece as três aldeias fica mesmo à mão de semear. “Já lá apanhei alguns a tomar banho e sei que também já urinaram ali” (urinar ali não sei... mas sei de quem já urinou dali lá para baixo!!!!), diz o morador, adiantando que cada vez tem mais receio de beber a água que jorra da torneira lá de casa. “Eu bebo desta água (também eu! Blhac!!!), a minha mulher cozinha com esta água (também a minha tia! Blhac!!). E como eu há muitos”, lembra.

Está cansado de alertar as entidades responsáveis para a situação. A junta de freguesia descarta-se com a câmara, os responsáveis municipais prometem solucionar o problema de cada vez que José Gonçalves o expõe mas até hoje tudo continua igual. “Está em causa a saúde pública de centenas de pessoas. E se um dia se lembram de despejar pesticida ou qualquer outra coisa do género na água? Quem vai ser responsável pela morte de uma data de gente?”, questiona.

José Gonçalves diz que há um evidente “lavar de mãos” dos responsáveis oficiais (não as lavem nos Soudos senão ficam a cheirar a, desculpem-me a expressão, mijo!!!). “Arranjar uma solução para aqui, como subir a parede da primeira placa, não custará à câmara mais de mil euros. Uma gota no oceano que para nós faz toda a diferença”. Até agora o morador vai conseguindo afugentar quem invade o espaço mas sabe que o problema não se resolve assim. E até já tem arranjado guerras com os prevaricadores, muito mais novos e possantes que ele. “Da última vez que fui queixar-me à câmara o presidente disse-me para mandar uns tiros para o ar. Será que ele se responsabiliza se um dia eu acertar em alguém?” (olha do que nos livrámos!)

O presidente do município, António Rodrigues (PS), referiu na última reunião de câmara já ter falado com os serviços para solucionar o problema. Uma solução que pode passar pela colocação de uma grade de protecção em redor do depósito.

4 comentários:

du@rte disse...

Grande notícia!!!

catarina disse...

brutal!! eheh!
tem piada que da ultima vez que la fui (portugal ganhou à inglaterra no europeu cá em portugal), apareceu lá de caçadeira na mão... mas tiros nem ve-los, ou melhor, ouvi-los (tava escuro)...
bons velhos tempos, né primos?
bejos

CarlosMSousa disse...

Excelente!! Venham mais... mais gajos pra tomar banho não... venham é mais noticias destas. Esta foi bem achada!!

Bons tempos! Qualquer dia são os nossos putos... se entretanto não colocarem uma rede á volta do depósito! ;)

cadu1981 disse...

ai o visinho wonderful era o maior... quase que tenho a certeza que o depósito jã nao abastece as referidas aldeias... penso que sejam os depositos da EPAL... o mais que pode acontecer é ter ainda a ligação activa....